segunda-feira, 4 de abril de 2011

Coluna do Teo | Quando a roupa vira filme!


Quem nunca foi ao cinema e foi arrebatado de forma avassaladora por um vestido, um par de sapatos ou uma linda bolsa? Eu já (mesmo que, por razões óbvias de gênero, eu nunca os pudesse vir a usar). Nos filmes, as roupas contam histórias e, muitas vezes, o vestuário de determinado personagem é um dos pontos-chave para desvender a sua identidade. Veja só a série "Sex And The City". Quer melhor exemplo que a Carrie Bradshaw, e seu closet lotado de dezenas de pares de sapatos assinados por gente pequena como Jimmy Choo, Christian Louboutin e Manolo Blahnik? Em off, quem não queria casar com um Mr. Big da vida pra ter um closet e um apart. tão chique quanto o da Carrie no Upper East Side m Manhattan? Fina.
Atentas a essas histórias que as roupas podem contar, muitas marcas ao redor do mundo tem apostado na produção de curtas de moda. Esses curtas tem como objetivo exprimir toda a ideia e o universo da marca através da sétima arte. Os consumidores, ao assistirem esses filmes, irão se identificar (ou não) com o todo, com a expressão, com os valores e os conceitos que o designer quis transmitir ao criar uma coleção. Aliás, devo ressaltar aqui que a concepção de uma coleção de moda não se dá do nada. Há todo um planejamento de meses, com direito a busca de inspiração, aprofundamento no tema, pesquisa de materiais, pesquisa de público, a parte prática mesmo de modelagem das peças até como essas coleções chegaram a seus pontos de venda (e a que pontos de venda!). Então, realmente, há todo um universo de significados e ideias a serem explorados e consumidos.
Essa forma de expressão, é um "algo a mais". Você pode não assitir os mais de dez minutos de um desfile da Dior, mas vai se lembrar dos poucos minutos em que assistiu o curta que englobou toda a estetica e o mundo dessa coleção. Um passo à frente na construção da narrativa das marcas!
Deixo vocês com alguns bons exemplos aqui de filmes produzidos pelas maisons e por outros tipos de iniciativa.

Primeiro, o filme da Dior Homme, 'Un Rendez Vous' dirigido por Guy Ritchie e protagonizado pelo bofe magia Jude Law, que entra total num clima noir de sedução e mistério.


'The Curve Of Forgotten Things' apresenta a coleção de Verão 2011 da grife americana Rodarte. O filme é estrelado pela atriz de apenas 12 anos (jura?) Elle Fanning e dirigido por Todd Cole. O filme aproveita a inspiração da coleção e expõe um cenário californiano extremamente dourado cercado por um clima de magia e pureza. Muito lindo!


Se você também gosta da fase dark da Rodarte, que concedeu à marca todo esse prestígio no mundo fashion, assista também '2010:A Space Odissey', o video estrelado pela top Guinevere Van Seenus, dirigido por Todd Cole. Espere um ambiente industrial de sufoco, desespero e obscuridade. Uma corrida pela cor, pela textura e pelo material nos leva até o espaço.


A Pringle Of Scotland recrutou a vencedora do Oscar Tilda Swinton e o fotógrafo Ryan McGinley para criarem esse belissima video nas ruinas de um forte numa encantadora paisagem escocesa. Como de costume, Tilda Swinton não poderia se deixar ficar na superficie, ela também explora e se aprofunda nos interiores escuros dessas ruinas.


A edição de Março da revista Dazed & Confused foi dedicada à neo top americana Arizona Muse, que conquistou todos os olhares após ter desfilado o primeiro look do Verão 2011 da Prada. Este video, dirigido por Benjamin Huseby, mostra a desenvoltura da performance da modelo montada em looks de diversas marcas, como Jil Sander, Prada e Miu Miu (aliás, aquele vestido de seda mega brilhoso da Miu Miu não é pra qualquer uma!). Em clima de intimidade e uma certa teatralização, assista Arizona Muse interpretando o feeling de cada roupa, com "atuação" digna de ator profissional.


O video da campanha do Inverno 2011 da Yves Saint Laurent também é um show. Dirigido pela dupla de fotografos Inez & Vinoodh e estrelado pela top canadense Daria Werbowy (linda e bem paga), o curta de 3 min. explora muito bem os conceitos por trás da marca, o refinamento, a ousadia (que ficou no passado com o seu estilista fundador), sofisticação e a dignissima elegância parisiense. Stefano Pilati, estilista da YSL, participa como diretor criativo do video.


Se essa iniciativa é bastante recente lá fora, imagine aqui no Brasil. De que eu tenha nota, a única marca que apostou no curta de moda foi a descoladíssima marca paulista, toda trabalhada no carão, Neon, da dupla dinâmica Dudu Bertholini e Rita Comparato. No maior estilo selvagem, o elenco composto pelo próprio Dudu, que não poderia faltar, o artista plástico Rick Castro e outros superamigos encarna bichos poderosos numa floresta tropical com toques de ciganismo e misticismo, aliados ao figurino tropico-glam-exotico da Neon e a uma trilha sonora muito legal. Vale muito a pena ver o video 'We Love Neon 2'.

WE LOVE NEON 2 from VIDEOHOOD on Vimeo.


Pra fechar, vamos dar uma olhadinha nessa divertidissimo curta que faz parte da campanha do Verão 2011 da Prada, dirigido pelo fotografo babado e confusão Steven Meisel, com direito a modelos dançantes, glamour decadente, muito movimento, tropicalidades (reparem que as modelos estão quase "sambando") e muita nonchalance. Assista à Carmen Miranda do séc. XXI idealizada pela Prada se requebrar e fazer caras e bocas. Casting: Mairacarla Boscono, Arizona Muse, Kinga Razjak, Zuzanna Bijoch and Tati Cotlia.


Há vários outros videos por aí. Esses aqui foram só pra te iniciar nesse novo fenômeno encantador. Procure por outros e se surpreenda com as possibilidades que o cinema pode oferecer à moda (ou vice-versa)!

Um comentário:

  1. Vc tem toda razão :)

    blog mariaassanhada
    http://mariaassanhada.com/

    ResponderExcluir